A Graciosa (Lanzarote)

La Graciosa
A Graciosa

A ilha da Graciosa faz parte do archipiélago Chinijo -pertencente a Canárias e à Província das Palmas, junto com os islotes de Montanha Clara, Roque do Leste, Roque do Oeste e Alegranza. Está ao noroeste de Lanzarote, ilha da que depende administrativamente e da que a separa um braço de mar conhecido como O Rio. Também se acha relativamente para perto de a costa continental africana.

A Graciosa possui uns 29 km² nos que se acham os dois únicos povo da ilha: A Caleta do Sebo (capital insular) e Casa de Pedro Barba. É a menos povoada das oito ilhas habitadas, sua população actual é de 660 habitante. Salvo os capacetes urbanos dos dois núcleos habitados, o resto da ilha pertence ao Património do Estado, estando sua gestão adscrita ao Organismo Autónomo Parques Nacionais.

A economia insular está baseada em pesca-a e o turismo. Foi conquistada em 1402 pelo navegador normando Juan de Bethencourt, baixo o vasallaje de Enrique III de Castilla. A ilha é nomeada como uma das «Ilhas de Canaria» baixo soberania do reino de Castilla e León no Tratado de Alcáçovas (1479).

A ilha é acessível unicamente desde o mar, ainda que também possui um helipuerto situado bem perto de Caleta do Sebo. Conta com um vereador na prefeitura lanzaroteño de Teguise.

Dezembro 2014
lugar
Lugar
Núm. de estapas
Dia
Longitud
Longitude
Desnivel Positivo
Desnivel Desnivel Positivo
Desnivel Negativo
Desnivel Desnivel Negativo
Dificultad
Dificuldade
Tipo de ruta
Tipo rota
As Palmas 12 100 Km. 600 m. 600 m. Fácil Excursiones Independientes
Dezembro 2014
lugar
Lugar
Núm. de estapas
Dia
Longitud
Longitude
As Palmas 12 100 Km.
Desnivel Positivo
Desnivel Desnivel Positivo
Desnivel Negativo
Desnivel Desnivel Negativo
Dificultad
Dificuldade
Tipo de ruta
Tipo rota
600 m. 600 m. Fácil Excursiones Independientes