Caminho do Inca

Camino del Inca
Caminho do Inca

O Caminho do Inca é indiscutivelmente o trekking mais popular de Sudamérica, pelo que não resulta o trekking mas adequado se queres desfrutar de uma experiência solitária. O Parque só permite o acesso a 500 pessoa ao dia, que tens de solicitar com mês de antelación, se não queres chegar muito próximo e que não te deixem passar.

O resultado é que teu entras em um dia ao Parque, o qual baixo nenhum conceito podes mudar, e em 4 ou 5 dias máximo tens de voltar a sair, seguindo uma rota marcada pelo governo e umas normas.

A cada dia após o acampamento, os porteadores e a guia passavam por um posto de controle do governo, por um lado para controlar os turistas que iam e pelo outro para controlar o peso por porteador e o número de porteadores por turista.

Há que dizer que como nós íamos as ultimas pois não nos encontrávamos muita gente, é uma das vantagens.

Desde o momento em que te incorporas ao trekking, te vais deslocando sem o querer com as 500 pessoa que nesse mesmo dia têm entrado, e vais acampando nos mesmos lugares, já que os acampamentos estão previstos de antemão, tanto para dormir, como para almoçar. Têm um sistema que poderíamos chamar um pouco militarista, todos da mesma forma. Em princípio este sistema é para preservar o Parque e as ruínas dos turistas.

Há que saber que pela cada turista entram uma guia, 2 porteadores, um cocinero e um ayudante. Isto é, que dessas 500 pessoa que entram no parque, só são turistas menos da metade, o resto são trabalhadores.

Apesar de todos os inconvenientes de tanto controle há que dizer que a paisagem é surpreendente, médio selva, muito povoadas de vegetación, muita humidade, e também o são as fascinantes ruína Incas que se encontram até chegar ao Machu Picchu, a famosa cidade perdida dos Incas. A rota decorre, entre muitos desniveles que há que salvar, de ruína em ruína, e muito com frequência seguindo um intrincado sistema de escadas e peldaños que vão percorrendo os bosques, subindo e baixando montanhas.

O itinerario mais curto no Caminho Inca é uma de 4 dia que começa em Chicla, no famoso km. 82 da via do comboio, em Ollantaytambo.

A volta realiza-se com um autocarro desde Machu Picchu a Águas Quentes, e depois em comboio até Cuzco.

Não há que esquecer que Cuzco é uma cidade fantasticamente preciosa, a 3400m. de altitude, e lugar de início do Caminho do Inca. É uma cidade maravilhosa, tanto por sua localização, como por seus monumentos na própria cidade, nos arredores, e na fantástica muralha Inca que ainda se conserva na cidade. Também vos recomendamos fazer um percurso pelas Ruínas Incas do Vale Sagrado, primeiro pela beleza do próprio vale que parece pintado como em uma postal, e segundo pelas ruínas, que são tanto ou mais espectaculares que as próprias do Caminho Inca, como as de Ollataytambo, Pisaq, Moray, Chinchero, entre outras.

setembro 2008
lugar
Lugar
Núm. de estapas
Dia
Longitud
Longitude
Desnivel Positivo
Desnivel Desnivel Positivo
Desnivel Negativo
Desnivel Desnivel Negativo
Dificultad
Dificuldade
Tipo de ruta
Tipo rota
Peru 4 50 Km. 3000 m. 2500 m. Média Recorrido Solo de Ida
setembro 2008
lugar
Lugar
Núm. de estapas
Dia
Longitud
Longitude
Peru 4 50 Km.
Desnivel Positivo
Desnivel Desnivel Positivo
Desnivel Negativo
Desnivel Desnivel Negativo
Dificultad
Dificuldade
Tipo de ruta
Tipo rota
3000 m. 2500 m. Média Recorrido Solo de Ida